segunda-feira, 4 de abril de 2011

UM CANTO DE SAUDADE

UM CANTO DE SAUDADE

O Sol mede o minuto que passou
O azul do céu está vazio de olhares
Os ares adormeceram o seu frescor
O tempo se afogou nas preliminares

Hoje a música é um canto de saudade
E no canto uma miragem distante
Tão ao alcance da minha vontade
Tão verdade, que é igual à de antes

Eu abraço a canção dançada chuva
Meu corpo faz curva dentro de mim
Não há fim, quando a vida inda pulsa
E o peito recusa a deixar-se ruir

Mas o Sol há de abrir o tempo
Sem a medida das horas
Há de ser eterno o momento
E vivido no agora

Ivone Alves Sol


video

 

3 comentários:

  1. Seu blog está lindo. Amei!!!
    Falar que suas poesias são maravilhosas é só repetir e dizer o que você mesma já sabe e sempre soube. Mas, posso dizer que adoroooooooooo todos os teus textos.
    Parabéns!
    Estamnos na espera de SOLvendo Sentidos.
    Separe o meu, porque sei que vai faltar.

    ResponderExcluir
  2. Que poesia linda,
    menina inspirada
    Que vai como a luz,
    iluminando a estrada.
    A sua poesia é frescor
    Que,como o canto suave
    da cotovia na flor, melodia
    trás às manhãs dos meus dias

    ResponderExcluir
  3. parabens maninha linda suas poesias!!!!

    ResponderExcluir